Conheça 5 investimentos importantes para sua família

Finanças Pessoais

Poupar uma parte de sua renda requer algumas renúncias, mas esse esforço poderá garantir a segurança financeira de sua família em médio e longo prazo. Ao realizar um investimento de um pouco de suas reservas durante certo espaço de tempo, será possível criar uma rentabilidade futura e assegurar o bem-estar familiar.

Mas você sabe por onde começar? Investir não é uma tarefa tão complicada quanto parece. Com paciência e disciplina, é possível conquistar estabilidade financeira e, ainda, tirar aqueles velhos sonhos do papel.

O primeiro passo dessa importante empreitada é conhecer os diferentes tipos de investimento e gasto que são importantes para a família. Assim, você conseguirá identificar o que melhor se encaixa em seu perfil e obterá todo o sucesso desejado.
E então, quer começar a investir? Vamos ajudar você!

Mostraremos, a seguir, 5 tipos de investimentos que podem ser bem úteis para garantir o futuro de sua família. Continue a leitura e confira!

INVESTIMENTO CONSERVADOR, MODERADO E ARRISCADO: QUAIS SÃO OS PERFIS DOS INVESTIDORES?
Antes de apresentar os tipos de investimentos, é importante entender que, para cada um deles, existe um perfil de investidor diferente — que é dado conforme a disposição de submeter seu dinheiro a riscos diferenciados.

Dessa forma, você identificará o que atende melhor a seus interesses, partindo para uma corretora ou instituição financeira mais adequada às suas inclinações.
Um investidor conservador é, geralmente, aquele que está começando, tem uma rentabilidade menor e objetiva um risco mínimo de perda de capital. Ele investe em opções como:

• poupança;
• seguro de vida;
• fundos indexados ao Certificado de Depósito Interbancário (CDI);
• previdência privada;
• Certificado de Depósito Bancário (CDB) de bancos.

Já investidores moderados assumem um risco um pouco maior do que os conservadores, dentro de um limite lógico de ampliação de sua rentabilidade. Fundos imobiliários e outros que tentam sobrepor aos ganhos do CDI fazem parte desse grupo.

Já os arriscados costumam ser investidores profissionais. Essas pessoas têm bastante conhecimento sobre os mercados e correm altos riscos em troca de uma grande rentabilidade. Mercado de ações e fundos que superam a Ibovespa são exemplos dos investimentos que elas fazem.

QUAIS SÃO OS TIPOS DE INVESTIMENTO?
Agora que você já sabe quais são os perfis dos investidores, apresentaremos os 5 principais tipos de investimentos que podem ser úteis para o seu caso:

1. Previdência privada
Este é um tipo de investimento muito importante para quem almeja a construção de uma reserva financeira durante a vida, a fim de colher os frutos da tranquilidade e estabilidade na melhor idade. Além disso, tal opção pode ser usada como uma aplicação de rendimentos futuros, tendo sua retirada previamente acordada.

A previdência privada é um tipo de aposentadoria que não tem ligação com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), sendo sua execução somente completiva à previdência pública. É possível encontrar planos diversificados em sua forma de tributação e que possibilitem, também, uma adequação à renda e ao perfil do investidor.

2. Seguro de vida
O seguro de vida tem a função principal de promover a proteção familiar diante da ocorrência de situações inesperadas de risco. Dessa maneira, em caso de morte do segurado, sua família será amparada financeiramente.

Além disso, circunstâncias adversas, como doenças graves ou acidentes que ocasionem a invalidez para o trabalho, são respaldadas pelo seguro de vida, proporcionando o suporte devido a seu contratante.

Para a aderência a este tipo de benefício, basta que o interessado procure por uma corretora de sua confiança. Junto à seguradora, a companhia o apresentará um plano apropriado a seu perfil.

3. Mercado imobiliário
Esta é uma das formas de investimento mais tradicionais, mas pode ser uma boa opção até os dias de hoje. Adquirir um imóvel na planta, com uma localização privilegiada, certamente poderá render uma grande valorização de seu capital quando a casa estiver pronta, sendo viável repassá-la por um valor superior ao de compra.

Investir em aluguéis também é uma escolha para quem ainda está quitando o imóvel. Assim, é possível assegurar rendimentos mensais, que ajudam nas prestações e/ou somam ao seu montante familiar.

O fundo imobiliário é outra opção favorável que se encaixa nesse tipo de investimento. Ele consiste em aplicações exclusivas em imóveis prontos ou empreendimentos imobiliários.

4. Fundos de renda fixa
Os fundos de renda fixa têm grande dinamismo, pois, por meio dele, é possível realizar diferentes aplicações financeiras. Um profissional especializado vai reger o dinheiro de investidores que apresentam o mesmo perfil, aplicando-o em variadas opções baseadas em estudos do mercado.

O fundo de investimento oferece grande comodidade, pois as aplicações são cuidadas por um administrador competente. Porém, a desvantagem é que essa tranquilidade tem um preço.

É necessário pagar uma taxa à empresa possuidora do fundo (e esse valor é, geralmente, elevado). Mas, se seu perfil tiver uma boa rentabilidade, o custo será compensado.

5. Bolsa de valores
A bolsa de valores é uma das opções que compete aos investidores mais ousados, pertencentes ao perfil de investimento arriscado. A rentabilidade possível desse tipo de ação é sempre bem elevada, assim como seus riscos. Esse tipo de mercado apresenta grande sensibilidade, podendo ter diferentes flutuações em um mesmo dia.

Existe a alternativa de fazer aplicações por meio do fundo de ações, que segue o mesmo protocolo dos investimentos de renda fixa, sendo que a maior parte do dinheiro é investida na bolsa de valores.

A compra das ações pode ser feita de duas formas diferentes: as ordinárias (ON) e as preferenciais (PN). Elas se diferenciam somente no sentido de que as preferenciais não concedem direito a voto no board da empresa, porém oferecem sempre uma parte maior na divisão dos lucros.

Por que é importante diversificar?
Após escolher dentre as opções de investimentos, é importante começar a pensar na ideia de diversificá-las. Assim, mesmo que você opte por começar como investidor conservador, que adere a riscos baixos nas aplicações, caso sua escolha não esteja indo muito bem de rentabilidade, outras certamente estarão.

Então, se não tiver planos de mexer naquele montante no curto prazo, ouse tirar uma porcentagem para fazer aplicações diferenciadas posteriormente. Sortindo seus investimentos, as chances de maximizar seus retornos poderão crescer e, com um patrimônio diversificado, a segurança de sua família estará assegurada.

Como você pôde perceber, existem vários tipos de investimento, que variam de acordo com o perfil do investidor. Agora, você pode optar por aquele que melhor se enquadra em seus objetivos, para usufruir de garantias financeiras que vão beneficiar e trazer maior qualidade de vida a toda a sua família.

E então, gostou de nosso post? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Aproveite para deixar um comentário!