Como funciona a previdência privada?

DESTAQUES Previdência Privada

Construir uma reserva financeira ao longo da vida para partilhar de mais conforto na melhor idade, ou ainda tendo em vista a realização de um projeto futuro, como a aquisição de um imóvel, ou a montagem do próprio negócio, é um tipo de investimento muito importante. Existem diferentes maneiras de trilhar esses objetivos, dentre elas, há uma que é muito comentada em nossos dias. Você sabe como funciona a previdência privada?

Separamos para você 4 perguntas e respostas sobre a previdência privada para esclarecer suas dúvidas sobre esse tipo de investimento. Vamos lá?

1. O que é e como funciona a previdência privada?
A previdência privada é um tipo de investimento que consiste em uma forma de aposentadoria que não tem correspondência com a sistemática do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Ela é completiva ao modo de execução da previdência pública. Sua fiscalização é feita pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), que é um órgão pertencente ao Governo Federal.

Ela também pode ser utilizada como uma aplicação de rendimentos futuros, que podem ser retirados em um momento predeterminado.

2. Como funciona a previdência privada?
Os planos de previdência privada possuem certo dinamismo em seus investimentos. É possível estabelecer previamente o valor de sua contribuição mensal e anual, fixando-os a uma, também escolhida, periodicidade. Assim, uma pessoa pode estipular contribuir com R$ 100,00 em um ano, por exemplo. Mas, obviamente, seus rendimentos se proporcionarão ao valor que foi pago.

É preciso estar atento aos tipos de planos de previdência, pois eles se diferenciam em suas formas de tributação. Então, é importante estudar aquele que melhor se adequá às suas pretensões.

Existe também a possibilidade de resgate do dinheiro investido a qualquer momento, caso ocorra uma desistência de contribuição junto à previdência privada.

3. Quais são os tipos de previdência privada?
Os dois tipos de planos mais comuns de contribuição são os seguintes:

Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL): esse plano é recomendado para pessoas que tenham renda elevada, pois se o valor da contribuição representar até 12% de sua renda bruta anual, poderá ser abatido no Imposto de Renda. Porém, na hora do saque, o imposto será cobrado sobre o valor total que havia no fundo;
Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL): ele diferencia-se do PGBL em não poder ser tirado do Imposto de Renda. A sua vantagem é que quando o dinheiro for sacado, o imposto será arrecadado somente com base nos rendimentos obtidos com o investimento.
Em ambos os planos, pode ser estabelecido se os rendimentos serão dados por determinado período de tempo ou se serão vitalícios. Assim, observando os regulamentos com suas particularidades inerentes, é possível encontrar aquele que melhor se enquadra ao seu perfil investidor.

4. Qual a melhor idade para começar a pensar em previdência privada?
Começar a investir na previdência deve ter sua motivação iniciada o quanto antes. Se um jovem de 20 anos almeja se aposentar aos 60 anos, seus depósitos mensais deverão ter o valor médio de R$ 390,00. Certamente, em muitos casos, este é um valor elevado para quem tem essa idade, mas também é possível começar com contribuições menores, como R$ 50,00, por exemplo. Assim, à medida que sua renda for crescendo, o valor reservado pode ir sendo acrescido.

Mesmo sendo recomendado começar a pensar na previdência o mais cedo possível, para que os valores pagos não pesem tanto em seu bolso no futuro, sempre é tempo para contribuir. Visto que a previdência privada também pode ter função de reserva para investimento, não se restringindo somente a ideia de aposentadoria.

Se precaver financeiramente é sempre importante em qualquer fase da vida, resultando em organização e estabilidade para o futuro. Agora que você já conhece e sabe como funciona a previdência privada, que tal começar a investir?

E ai, gostou do post? Ainda tem alguma dúvida sobre o funcionamento da previdência privada? Entre em contato conosco, será um prazer ajudá-lo!