Seguro de vida no Brasil: por que as pessoas não valorizam tanto quanto deveriam?

DESTAQUES POSTS Seguro de Vida

Os seguros fazem parte de nossas vidas e há uma infinidade de opções no mercado: incêndio, imobiliário, do automóvel, entre outros. Entretanto, há alguns que são vistos como mais necessários (como o imobiliário e o do automóvel). Já outros costumam ser deixados de lado, como é o caso do seguro de vida no Brasil, que apresenta baixo número de adesão, conforme demonstram estudos sobre o assunto.

Há vários fatores que explicam isso, entre eles, podemos citar o fator cultural, no qual o pensamento sobre o futuro ainda é pouco recorrente na sociedade brasileira em detrimento do pensamento em curto prazo, além da visão negativa que o seguro de vida costuma trazer, como “Eu não pretendo morrer tão cedo!”, e a ideia de que ele consiste apenas em um custo a mais quando na verdade, ele oferece inúmeras assistências para você utilizar quando precisar.

O fato é que o seguro de vida é essencial. Para elucidar essa questão, preparamos este post especial, no qual falaremos da importância de se ter um seguro de vida, o que ele cobre e quais são seus benefícios. Por fim, informaremos a idade ideal ou período para a aquisição e em quais situações é mais imprescindível. Confira!

COMPREENDA O QUE É UM SEGURO DE VIDA
Seguro de vida nada mais é do que um contrato entre você e a seguradora que presta o serviço e tem como finalidade proteger financeiramente a família do requerente (também conhecido como segurado), especialmente os filhos. Além disso, tem o propósito de aumentar a sua segurança e de seus entes próximos, atuando com indenizações em caso de morte ou impedimento/afastamento do trabalho por motivos médicos.

ENTENDA A IMPORTÂNCIA DE CONTRATAR
Há um famoso ditado popular que diz “é melhor prevenir do que remediar”, e ele se encaixa bem nessa situação. Infelizmente, temos o costume de não pensarmos nos momentos ruins que podem ocorrer em nossas vidas como acidentes, doenças e o falecimento inesperado.

Porém, é extremamente necessário estarmos preparados para as adversidades. Se nos preocupamos com nossos bens materiais (seguro auto, por exemplo), por que ignoramos medidas que visam nos trazer benefícios? Se nos preocupamos com nossos bens materiais, por que não nos preocuparmos ainda mais com nossas vidas?

Logo, uma das maneiras de se preparar para os imprevistos é contratando um seguro de vida, pois ele protegerá financeiramente sua vida (através das assistências), a de sua família e/ou outras pessoas que você escolher como beneficiários.

CONHEÇA OS CUSTOS MÉDIOS DE UM SEGURO DE VIDA
Os custos variam de acordo com a instituição que faz a oferta do seguro. Além disso, alguns fatores são cruciais para definir o valor, como a idade de quem contratará o plano. Em geral, é seguida a lógica de quanto mais idoso for o requerente, maior será o preço a pagar pelo seguro.

Essa questão é tão importante que muitas empresas não aceitam que a contratação da primeira apólice seja feita por pessoas com mais de 65 anos, o que aumenta a necessidade de fazer um seguro de vida ainda jovem, diminuindo possíveis custos de adesão que aparecem quando adquiridos de forma tardia.

SAIBA A DIFERENÇA ENTRE O SEGURO DE VIDA E O DE ACIDENTES PESSOAIS
Embora sejam parecidos, eles apresentam diferenças entre si. O seguro de acidentes pessoais, como o nome sugere, só indeniza o requerente e familiares próximos em caso de acidentes. Já o seguro de vida cobre os beneficiários (que podem ou não ser membros de sua família) em caso de doença ou morte natural, o que o torna mais vantajoso.

ENTENDA O QUE ELE COBRE
Ao contratar um serviço de seguro de vida, é necessário saber o que ele garante. A cobertura varia de acordo com cada instituição e modelo de contrato. Em geral, ele cobre morte acidental ou natural, além de invalidez causada por acidentes ou doenças. Há a possibilidade de requerer coberturas extras. Nesse caso, o preço acaba aumentando.

CERTIFIQUE-SE QUANTO AO DINHEIRO DA INDENIZAÇÃO
A indenização deve ser destinada à pessoa indicada no contrato. Agora, caso o segurado não tenha indicado uma pessoa previamente, por exemplo, existe a possibilidade de deixar para alguém que não seja da família, metade do montante vai para o seu companheiro (marido ou esposa) e a outra metade fica destinada aos filhos.

Há ainda exceção para o seguro de vida contratado como garantia de financiamentos. Neste caso, o banco ou financeira fica com o valor total da indenização, pois o seguro serve como uma garantia a estas instituições, diminuindo o risco do empréstimo e, consequentemente, os juros.

VEJA OS BENEFÍCIOS DE CONTRATAR UM SEGURO DE VIDA NO BRASIL
Os benefícios são vários e o principal é deixar a família mais tranquila caso alguma adversidade venha a acontecer. Essa questão é mais agravante quando o segurado é a principal finte de renda do lar.

Além disso, como já explicamos, o seguro de vida serve como instrumento de barganha para adquirir financiamentos (imobiliários, por exemplo). Logo, com a sua contratação é possível ter acesso a menores taxas de juros.

CONTRATE UMA EMPRESA COM EXPERIÊNCIA NO MERCADO DE SEGUROS
Para que tudo ocorra bem e de forma íntegra, é necessário contratar uma empresa com especialização e experiência no mercado de seguros. Logo, pesquise muito bem sobre a empresa e o seguro ofertado antes de fechar o contrato.

Embora o seguro de vida no Brasil não seja visto com tanta importância, ele deve ser colocado em nossa lista de prioridades. Quem ama, cuida! Logo, precisamos pensar no futuro de nossos dependentes em todos os cenários. Portanto, analise os planos existentes e escolha a opção que mais se adéqua ao seu orçamento.

Gostou do post? Agora que você já sabe qual é a importância do seguro de vida, entre em contato conosco! Temos experiência no mercado e profissionais especializados para tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto!