Seguro de vida: para quem esse tipo de serviço é recomendado?

DESTAQUES POSTS Seguro de Vida

Afinal de contas, para quem o seguro de vida é recomendado? Somente idosos e pessoas com alguma enfermidade? Jovens devem apostar no serviço? A seguir, esclareceremos essas e muitas outras questões sobre o serviço. Mas, antes disso, daremos um panorama sobre ele, explicando o que é, qual a importância e como ele funciona.

Com uma linguagem acessível, procuramos evidenciar os detalhes que costumam inquietar as pessoas quando o assunto é seguro de vida. Se você também tem dúvidas sobre esse assunto, continue a leitura deste post!

O QUE É O SEGURO DE VIDA?
Trata-se de um serviço que garante a proteção financeira em situações específicas (imprevistos), as quais são acordadas durante a contratação. Basicamente, ele prevê uma indenização que ajuda o beneficiário a enfrentar a crise provocada pela situação indesejada.

O serviço costuma incluir cobertura em casos de invalidez permanente, doença grave, despesas médicas, hospitalares e odontológicas geradas por acidentes ou até a morte do responsável pela renda familiar.

O benefício é destinado a uma ou mais pessoas previamente incluídas no plano. De acordo com o perfil do contratante, são fixadas as mensalidades do serviço. É necessário que o contrato traga todas as informações de forma detalhada. Afinal, no meio de um imprevisto não será o momento de esclarecer mal-entendidos.

Durante o fechamento de um seguro de vida, é fundamental que você leia atentamente todas as cláusulas acordadas. Isso porque os preços e as taxas variam de acordo com as coberturas disponíveis e, com certeza, você não vai querer pagar por condições que não atendam às suas necessidades, não é mesmo?

QUAL É A IMPORTÂNCIA DO SEGURO DE VIDA?
Ninguém está isento das situações indesejáveis. Por mais difíceis que elas sejam, sem amparo financeiro, elas podem se tornar ainda piores. Portanto, contar com uma alternativa de proteção é uma atitude inteligente e repleta de vantagens.

Investir no seguro de vida é um gesto de amor para com as pessoas mais importantes para você e também um ato que promove segurança para você e toda a família, sem se colocar à mercê do destino.

Entre os diversos benefícios, a depender do contrato, estão:

• isenção do favorecido no pagamento do Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doações (ITCMD);
• pagamento imediato da assistência aos beneficiários, sem passar por tramitação em inventários;
• quitação do imóvel em caso de morte do titular;
• possibilidade de dedução no imposto de renda;
• personalização das condições de acordo com o perfil do usuário, criando uma ótima relação de custo-benefício;
• tranquilidade do usuário, que poderá aproveitar a vida sem se preocupar com as consequências de eventuais imprevistos.

COMO ELE FUNCIONA?
O principal objetivo desse seguro é possibilitar que o contratante e/ou seus familiares consigam manter o padrão de vida mesmo após passar por uma fatalidade ou um acidente com consequências graves. Eles podem ser anuais ou ter validade durante um período específico, como 5, 10 ou 20 anos.

Vale ressaltar que quanto maior for a quantidade de situações acordadas e os riscos que elas oferecem (maior probabilidade de elas acontecerem), maior também será o valor mensal cobrado pela seguradora. A faixa etária, o sexo, as condições de saúde e o estilo de vida são exemplos de fatores analisados pela seguradora, os quais influenciam na mensalidade do serviço.

Contudo, existem também serviços que não consideram o perfil de risco real do contratante, que são muito mais caros porque não impõem limite de idade nem outros impedimentos fixados pela maioria das seguradoras. O valor da indenização é acordado pelo segurado no ato da contratação. Ele tem a liberdade de fixar valores que, consequentemente, impactarão na mensalidade.

Imagine uma pessoa que opta pelo serviço e é a única responsável pelos ganhos da família. Nesse caso, ele deverá pensar que, na sua ausência, os seus dependentes dependerão de recursos por um período maior, até conseguirem a inserção no mercado de trabalho. O mesmo não acontece em casos em que a renda familiar é compartilhada.

O processo de indenização é bem simples e rápido. Basta entrar em contato com a seguradora, no prazo previamente estipulado, de posse dos documentos que comprovem a situação e solicitar o pagamento.

EM QUE CASOS O SEGURO DE VIDA É RECOMENDADO?
Um dos aspectos mais interessantes do seguro é que ele considera o seu perfil, de modo que as cláusulas do contrato atendam perfeitamente às suas necessidades. Assim, qualquer pessoa — incluindo os jovens — pode contar com o recurso e se precaver contra reviravoltas do destino.

A seguir separamos os principais tipos de seguro de vida. Confira!

Vida individual
É o tipo clássico de seguro de vida, o qual prevê, em caso de morte do segurado, o pagamento de indenização à família ou outro beneficiário acordado em contrato.

Acidentes pessoais
Cobre situações de invalidez temporária ou morte acidental. A mensalidade costuma ser mais barata do que os outros tipos de seguro, uma vez que ele é destinado a pessoas que não vivem com a família e que priorizam a assistência em casos de incapacidade para o trabalho.

Morte acidental
Essa modalidade garante uma cobertura maior ao beneficiário, caso o contratante sofra um acidente fatal. Aqui, a cobertura é temporária e, ao fim do prazo, deve ser renovada.

Doenças graves
Determina o pagamento de indenização ao segurado em casos de diagnósticos de doenças graves ou a necessidade de procedimentos médicos cobertos.

Assistência funerária
Envolve a prestação de serviços assistenciais em caso de morte do segurado . Taxas de sepultamento e exumação, translado do corpo e formalidades administrativas estão incluídas.

Independentemente da idade, da profissão ou do estilo de vida, vale a pena viver com segurança e tranquilidade, sem medo das adversidades. Há planos que se encaixam perfeitamente ao seu perfil e cabem no seu bolso. Estude mais sobre o assunto e escolha uma seguradora respeitada no mercado para esclarecer todas as dúvidas que restarem.

Faça simulações, leve a descrição das condições do seguro de vida para casa, leia e releia. O importante é contratar aquilo que realmente vá ao encontro de suas necessidades.
Quer continuar aprendendo sobre o assunto? Então, veja o nosso outro artigo que detalha quais os aspectos influenciam no preço do seguro de vida. Boa leitura!