Seguro viagem: quando vale a pena optar por ele?

DESTAQUES POSTS Seguro de Vida

Antes de viajar, seja com a família ou sozinho, a lazer ou trabalho, você precisa pensar em sua segurança antes de tudo. O que fazer em caso de acidentes? Como se prevenir contra qualquer imprevisto? Muita gente não sabe, mas o seguro viagem é a melhor ferramenta para isso!

Na maioria das vezes, as pessoas acreditam que ele só é necessário em viagens internacionais, mas isso não é verdade. Confira, no post de hoje, a importância do seguro viagem e saiba quando você deve contratá-lo!

O QUE É O SEGURO VIAGEM?
É uma modalidade de seguro que indeniza você durante todo o período da viagem, do embarque de partida até o desembarque de retorno. O valor pago varia de acordo com a duração da viagem e as coberturas escolhidas, que vão desde acidentes pessoais até situações mais específicas.

É importante que você saiba o destino e tenha uma programação definida, porque há várias opções de coberturas, mas nem todas são necessárias. Existem, por exemplo, proteções para quem pratica esportes de inverno ou radicais — coisas que provavelmente você não fará em uma viagem de negócios, concorda?

QUAIS AS COBERTURAS QUE ELE OFERECE?
De acordo com resolução 315 do Conselho Nacional de Seguros Privados, o seguro viagem deve oferecer pelo menos uma das seguintes coberturas:

despesas médicas, hospitalares e odontológica em viagens nacionais ou internacionais;
traslado de corpo, no caso de falecimento do segurado;
regresso sanitário, que é o retorno em condições especiais, por motivos de doença ou por causa de acidentes durante a viagem;
traslado médico, que é o encaminhamento do segurado ao local mais próximo para atendimento, por motivo de doença ou acidentes;
morte em viagem, que paga o valor segurado aos beneficiários em caso de falecimento do segurado durante a viagem;
invalidez permanente total ou parcial, que indeniza o segurado no caso de acidentes durante o período de vigência do seguro.

Mas, como dito, além dessas, há coberturas adicionais, que você pode escolher conforme suas prioridades e necessidades. É possível cobrir ocorrências como danos à bagagem, cancelamento de viagem, regresso antecipado etc.

Além disso, há modalidades individuais e empresariais, contratadas por empresas que demandam viagens constantes de seus funcionários.

COMO FUNCIONA O SEGURO VIAGEM?
A contratação do seguro pode ser feita direto com uma corretora. Dentro do território nacional, você pode contratar um seguro viagem para destinos que estejam, no mínimo, a cem quilômetros do local de partida. Na maioria dos casos, o pagamento acontece no momento da contratação. Mas para quem vai passar mais de um ano no exterior, é possível parcelar esse valor.

COMO É O PROCESSO EM UM SINISTRO?
Em qualquer situação na qual tenha que recorrer ao seguro, a orientação é ligar imediatamente para a central de atendimento da operadora para receber as instruções sobre como proceder. É importante ter em mãos o número do certificado ou da apólice e fornecer dados como nome, data da viagem e destino do segurado.

Isso porque os serviços solicitados diretamente pelo segurado podem não ser cobertos. Para haver reembolso, tudo deve ser comunicado. Em caso de atendimento médico, informe ao hospital o número do seguro e solicite o preenchimento do formulário padrão fornecido pela seguradora.

Vale lembrar que é preciso guardar todos os comprovantes dos gastos. A partir da data do sinistro, a seguradora tem 30 dias para proceder com o reembolso.

QUANDO VALE A PENA CONTRATÁ-LO?
Começando pelas viagens ao exterior, a dica é contratá-lo em qualquer situação. Alguns países exigem um seguro viagem para a entrada do turista. É o caso, por exemplo, daqueles que fazem parte do Tratado de Schengen, entre eles:

• Alemanha;
• Espanha;
• Itália;
• França;
• Grécia etc.

Além desses, há outros que têm a mesma exigência — como Cuba e Turquia — portanto, o ideal é conferir as regras do destino a que você pretende ir.

Mas mesmo que essa não seja uma exigência, saiba que nem todo país tem um sistema de saúde nos mesmos moldes do SUS brasileiro, que presta atendimento público. Um acidente simples pode custar milhares de dólares que podem deixar um turista em maus lençóis.

E, por último, existe a dúvida: vale a pena contratar um seguro viagem em destinos nacionais? Bom, ninguém deve brincar com o que é importante, certo? A perda de uma bagagem importante, um mal súbito ou até um acidente podem estragar todo o planejamento das férias em família, de um passeio a dois ou até mesmo de uma viagem a negócios. Tanto é que quem viaja com frequência não abre mão dessa segurança.

Agora, siga as dicas abaixo e escolha o seguro ideal para suas necessidades. Assim, você se resguarda e evita gastar mais que o necessário! Confira:

• pesquise sobre o seu destino e confira se a contratação do seguro viagem é obrigatória;
• não esqueça de verificar quais as coberturas exigidas e qual o valor mínimo para elas;
• tenha claro qual seu cronograma durante a viagem, incluindo as atividades que pretende praticar;
• depois de escolhidas todas as coberturas necessárias, faça pesquisas para ver a opção mais econômica;
• busque seguradoras confiáveis e renomadas no mercado, para garantir que vai ter o atendimento desejado, caso preciso;
• organize toda a documentação e a deixe com você durante a viagem. Por segurança, você pode fazer cópias da apólice e de seus documentos e deixar com alguém de confiança.

Tomar esses cuidados e contratar um seguro que seja capaz de atender todas às suas necessidades vai tornar sua viagem muito mais tranquila. Pense com cuidado nisso, especialmente se for viajar em família — o que exige cuidado redobrado!

Se você acredita que o seguro viagem é uma despesa a mais, é bom rever sua posição! Esse investimento na sua segurança e bem-estar pode evitar dores de cabeça e situações difíceis em um momento em que qualquer pessoa está mais vulnerável: longe de casa e em cidades desconhecidas.

E, por falar em economia, confira nossas dicas de organização pessoal que vão fazer com que você gaste menos e mantenha suas finanças sob controle!